Ser um Guia de Turismo

A profissão de guia de turismo é certamente um tipo de trabalho bonito e estimulante, mas envolve responsabilidades que muitas vezes não são tidas em conta.

As principais tarefas do guia turístico, conforme estabelecido na lei que regula nossa profissão, são acompanhar, orientar e transmitir informações a pessoas ou grupos em visitas e excursões urbanas, municipais, estaduais, interestaduais e internacionais. Para poder exercer legalmente a sua profissão, cada guia deve ter frequentado com sucesso uma escola técnica de turismo e estar inscrito no CADASTUR do Ministério do Turismo.

Além do que é o regulamento exigido por lei, quero me deter em dois aspectos que considero importantes para todos os turistas que vêm de férias ao Rio de Janeiro:

– O Rio é uma grande metrópole e, especialmente durante os dias de trabalho, sofre com um trânsito caótico. O guia de turismo conhece esta realidade, sabe quais são as melhores e mais seguras rotas e está preparado para gerir melhor os tempos de viagem e visitas de forma a dar ao turista a oportunidade de desfrutar ao máximo da sua permanência na cidade.

– Especialmente no caso de turistas estrangeiros, muitos aspectos da história, tradições e cultura da cidade são muitas vezes desconhecidos. O guia de turismo está preparado para apresentar estes valores e dar conselhos úteis para que as férias sejam uma experiência de vida real para desfrutar em paz e segurança.

Por todas estas razões convido você a sempre escolher os guias de turismo legalizados e autorizados pelo Ministério do Turismo, desconfiando daqueles que oferecem viagens e passeios com preços bem abaixo do mercado e sem nenhum crachá de identificação semelhante ao que você vê na imagem.

Como guia profissional obtive a certificação relativa ao cumprimento das normas de segurança anti-Covid promovidas pelo Ministério do Turismo. Para mais informações: HTTP://WWW.TURISMO.GOV.BR/SELORESPONSAVEL/