7 CURIOSIDADES DESCONHECIDAS (o quase) SOBRE A ESTÁTUA DO CRISTO REDENTOR

É inevitável iniciar a nossa caminhada pelas ruas do Rio de Janeiro falando sobre a estátua do Cristo Redentor.

Já perdi a conta de quantos turistas acompanhei no monte do Corcovado e que ainda chegam à base da estátua com lágrimas nos olhos e um coração cheio de emoção. Especialmente para nós europeus e para aqueles que viveram sua juventude nos anos em que ninguém tinha sequer uma ideia de quanto a internet tornaria tudo mais próximo no mundo globalizado, o Cristo Redentor sempre foi mais do que uma estátua (e além disso nem mesmo a maior estátua de Jesus no mundo, já que a maior estátua está na Polônia). Símbolo do cristianismo e da paz universal, o Cristo Redentor sempre esteve no imaginário coletivo como a própria representação da cidade do Rio, do caractere do “carioca” que acolhe qualquer um de braços abertos, do “sonho tropical” que tem sido o protagonista de muitos filmes ou videoclipes e dos projetos mais ou menos declarados de “viver do outro lado do mundo”.

A estátua do Cristo Redentor foi eleita uma das 7 Maravilhas do Mundo em 2007. Faz parte do Patrimônio Mundial junto com a paisagem do Rio de Janeiro e está localizado a 709 metros acima do nível do mar no Monte do Corcovado. Não quero me deter na história de sua construção e nos dados técnicos mais significativos, que lhes contarei durante sua próxima viagem ao Rio. No entanto, o que quero lhes dizer com antecedência são 7 curiosidades sobre a estátua que poucas pessoas conhecem:

  • -Muitas pessoas não o imaginam antes de vê-lo ao vivo, mas o Cristo Redentor tem um coração exterior esculpido de cerca de 1,30 m de diâmetro e outro coração no interior da estátua onde são guardadas duas garrafas contendo a árvore genealógica de dois de seus construtores.
  • Embora seja impossível vê-los da base, o Cristo tem pés esculpidos descalços sob o manto e cada um com 1,35 m de comprimento.
  • O braço esquerdo é 40 cm mais curto do que o direito.
  • São necessárias 25 pessoas de braços abertos e de mãos dadas para fazer um círculo completo ao redor da base.
  • Em qual direção a estátua está voltada? Se traçássemos uma linha ideal a partir da face, cruzaríamos o Atlântico e chegaríamos ao sudeste da costa africana: na Namíbia.
  • A estátua foi projetada para resistir a ventos de até 250 km/h, o que equivale a um furacão de força 5.
  • O interior da estátua está vazio, exceto as mãos. Há uma pequena escadaria que permite alcançar a cabeça através dos braços e cujo acesso (permitido somente com permissão especial da Cúria do Rio de Janeiro) está localizado na parte inferior do braço direito da estátua.

Há algumas opções para chegar à estátua do Cristo Redentor. Para minha experiência pessoal, prefiro ir até o Centro de Visitantes de carro e depois chegar à estátua com as vans exclusivas do Parque Nacional da Tijuca. Esta é a melhor solução em termos de tempo para otimizar um dia de visita turística na cidade. A outra alternativa interessante e sugestiva é a subida com o trenzinho, mas muitas vezes o tempo de visita é maior e é sempre necessário reservar as passagens com antecedência para evitar longas filas.

Graças à disponibilidade da empresa que administra o Parque Nacional da Tijuca e toda a estrutura do Cristo Redentor, os guias têm um acesso separado na bilheteria e um embarque prioritário nas vans e no trem. Esta é uma das vantagens de organizar uma visita guiada à estátua.

MM Tourguide tem várias opções de passeios privados que oferecem uma visita ao Cristo Redentor, junto com as outras maravilhas da cidade.

Nos vemos no Rio de Janeiro?

Lascia un commento

Il tuo indirizzo email non sarà pubblicato. I campi obbligatori sono contrassegnati *